Distúrbios alimentares são um assunto sério

dezembro 23, 2016


Este é um assunto sério e bastante pessoal. Pelo que nunca pensei alguma vez trazer aqui para o blog. Quem olha para mim provavelmente pensará que eu me adoro fisicamente e que sou muito confiante. Bem, as coisas não são assim tão perfeitas. Eu tenho um grave problema e já vivo com ele há muitos anos mas, felizmente, já o tenho estado a tratar. Sim, eu tive e sofro (agora pontualmente) de anorexia nervosa. E o que é isto? É nunca estar satisfeita com o meu corpo. É viver obcecada com as calorias que ingiro diariamente. É gostar que me digam que estou magra e não que estou ''bem''.
E como é que tudo isto começou? Ora portanto, toda a minha vida eu fui a amiga gordinha. A gordinha da família. A pessoa que todos os intervalos da escola ia comer um chocolate. No entanto, crescemos e começamos a dar importância à nossa figura física. Aos 14 anos decidi começar a emagrecer. Aos 15 anos já tinha uma figurinha bonita e houve uma agência de modelos que me convidou para entrar. Gostei tanto da sensação de valorização da minha forma física que quis ainda emagrecer mais. Pesava-me todos os dias (sem exceção!) e se o peso tivesse aumentado era capaz de passar dias inteiros com somente 300 kcal no meu corpo. Aos 16 anos era quase uma vez por mês que me convidavam para participar em agências e anúncios televisivos (não, nunca cheguei a participar em nenhum anuncio, mas entrei numa agência). Quando completei os meus 17 anos (verão de 2015) pesava 47kg e media 1,68.

Esta era eu no verão de 2015. Reparem bem na espessura do meu braço, o osso que se destacava nos meus ombros.

Ou seja, estava esquelética quase. Toda a gente estava preocupada comigo. Os meus amigos até brincavam e faziam elevações comigo ao colo porque era esse o valor dos pesos que eles levantavam no ginásio. Todos diziam que eu estava muito magra e que já parecia feia pois não tinha sequer bochechas e os meus ossos da cara estavam muito vincados. Aí eu percebi que o que eu queria não era ser magra e feia, mas magra e bonita. Eu não era saudável nem fisicamente nem mentalmente. Eu não vivia a vida, eu vivia obcecadamente a comida, as horas a que comia, o que comia. Foi sem dúvida um período mentalmente esgotante. Aos poucos consegui por mim própria ir mudando algumas das minhas paranóias. Voltei a engordar um pouco mais. Tentei gostar de mim assim como era. Até que, chegou alguém à minha vida que me fez ver o quanto era bonita sem ter de ser excessivamente magra. Essa pessoa foi o meu namorado que já está comigo à mais de um ano. Com isto percebi o real significado do ''tens de gostar de ti primeiro para que depois os outros também possam gostar de ti''.



Se eu nunca mais me voltei a preocupar com o meu peso? Claro que voltei. Isto vem por fases. Há momentos em que me sinto bem comigo própria e como aquilo que me apetece (sempre moderadamente), e há outras vezes (como nestes últimos tempos tem acontecido) que controlo um pouco mais o que como e sim, às vezes chegou a sentir-me mal por comer determinadas coisas ou porções mais elevadas. MAS, já não sou obcecada por ir ver o meu peso todos os dias, aliás, eu nem sei ao certo quanto peso (nem quero saber!). Comecei a comer de forma sim saudável e a fazer exercício. Prometi a mim mesma que em 2017 irei começar a visitar o ginásio com mais regularidade, porque faz com que me sinta bem com a minha forma física sempre que de lá saio.

Eu neste verão (2016). Passado um ano após a magreza extrema.

Há pouco mais de um mês atrás estava eu com o meu namorado, sentada numas escadas no Chiado a comer o meu belo geladinho de iogurte e um jovem senhor abordou-me. Disse que gostava muito da minha estrutura física e aparência facial. Deu-me o contacto da sua chique agência de modelos que se situava na nobre Avenida da Liberdade. Por educação aceitei o cartão, mas mal ele virou as costas nem quis mais saber daquele contacto para nada. 
Tudo isto é culpa da sociedade e do que o mundo da moda diz ser o ''perfeito''. E cada vez está pior! Agora até já chega ao género masculino. Qual é o rapaz que se agora não tiver uns abdominais bem definidos é minimamente adorado pelo grupo feminino? - Falo no geral, claro. 

Eu hoje em dia tenho um apoio psicológico que me tem estado a ajudar ultrapassar este problema, pois graças a isto já me foi retirada muita felicidade da minha vida. Por favor, quem estiver a ler isto e esteja a passar pela mesma angustia, frustração, lembre-se que o importante é ser saudável. Melhorar o que há para melhorar, claro, mas nunca ir até ao extremo. Queres uma barriga definida? Faz exercícios que trabalhem os abdominais, porque digo por experiência própria que emagrecer excessivamente não nos dá aquelas barriguinhas das modelos que vemos por aí, mas sim uma barriga flácida.
E a quem é como eu era, que liga muito às calorias ingeridas, dou um conselho: limitem-se a comer de forma ''limpa'' e saudável. Porque se estiverem a pensar ''ok já comi X calorias, logo já só posso comer mais X calorias'' e aí se calhar acabam até por consumir mais do que o que consumiriam se estivessem a levar apenas uma alimentação saudável. Quanto menos importância derem mais felizes e mais saudáveis são. E por favor, peçam ajuda porque isto dá completamente cabo do nosso bem estar mental, que é igualmente importante para que possamos ser a melhor versão de nós próprios.

Espero que tenham gostado deste desabafo/ conselho que decidi partilhar por aqui.
Beijinhos,


You Might Also Like

3 comentários

  1. És tão linda, fico super feliz por teres conseguido ultrapassado esse bocado menos bom da tua vida <3
    Feliz Natal <3
    Beijinhos,
    An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook

    ResponderEliminar
  2. É tão bom ver pessoas a abordarem estes problemas por aqui porque como tu disseste são assuntos bastante sério e se não forem partilhados e chegarem as pessoas que realmente precisam, pode acabar mesmo mal e não é isso que queremos.
    Força querida, és linda e vais conseguir e ultrapassar tudo e todos!

    Beijinhos!
    Black Rainbow / Instagram

    ResponderEliminar
  3. Assalamualaikum Salam sejahtera untuk kita semua, Sengaja ingin menulis
    sedikit kesaksian untuk berbagi, barangkali ada teman-teman yang sedang
    kesulitan masalah keuangan, Awal mula saya mengamalkan Pesugihan Tanpa
    Tumbal karena usaha saya bangkrut dan saya menanggung hutang sebesar
    1M saya sters hampir bunuh diri tidak tau harus bagaimana agar bisa
    melunasi hutang saya, saya coba buka-buka internet dan saya bertemu
    dengan KYAI SOLEH PATI, awalnya saya ragu dan tidak percaya tapi selama 3 hari
    saya berpikir, saya akhirnya bergabung dan menghubungi KYAI SOLEH PATI
    kata Pak.kyai pesugihan yang cocok untuk saya adalah pesugihan
    penarikan uang gaib 4Milyar dengan tumbal hewan, Semua petunjuk saya ikuti
    dan hanya 1 hari Astagfirullahallazim, Alhamdulilah akhirnya 4M yang saya
    minta benar benar ada di tangan saya semua hutang saya lunas dan sisanya
    buat modal usaha. sekarang rumah sudah punya dan mobil pun sudah ada.
    Maka dari itu, setiap kali ada teman saya yang mengeluhkan nasibnya, saya
    sering menyarankan untuk menghubungi KYAI SOLEH PATI Di Tlp 0852-2589-0869
    Atau Kunjungi Situs KYAI www.pesugihan-uang-ghaib.com agar di
    berikan arahan. Supaya tidak langsung datang ke jawa timur, saya sendiri dulu
    hanya berkonsultasi jarak jauh. Alhamdulillah, hasilnya sangat baik, jika ingin
    seperti saya coba hubungi KYAI SOLEH PATI pasti akan di bantu Oleh Beliau

    ResponderEliminar